Créditos

Responsável pela Sustentabilidade | Mônica Alcântara

Responsável pela publicação | Guilherme Bourroul

Consultoria GRI e coordenação editorial | usina82

Projeto gráfico e desenvolvimento web | GIZ Propaganda

Fotografia | Eduardo Moody e acervo Odebrecht Agroindustrial

Desenvolvimento Local

Compromisso com os Integrantes Impacto Ambiental

G4-DMA

A contribuição para o crescimento econômico e o desenvolvimento socioambiental das regiões e municípios em que estão nossos Polos Produtivos é um dos principais impactos positivos gerados por nosso modelo de negócio. Com a produção de cana-de-açúcar em novas fronteiras agrícolas e os investimentos sociais que realizamos, criamos e distribuímos valor para as comunidades locais por meio da geração de renda e das ações direcionadas para a qualificação profissional das pessoas.

O município de Costa Rica (MS), onde fica uma das Unidades do Polo Taquari, exemplifica essa relação. Com cerca de 19,5 mil habitantes, a cidade conta com aproximadamente mil moradores locais empregados na Unidade Costa Rica. O PIB per capta saltou de R$ 25 mil em 2010, quando iniciamos a operação, para R$ 60 mil em 2014, além do aumento nas arrecadações de ICMS, ISS e IPTU a partir da entrada em funcionamento das instalações. G4-EC7

O mesmo tipo de evolução é verificado nas outras localidades em que estamos presentes. O IFDM, estudo elaborado anualmente pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) para acompanhar o desenvolvimento humano, econômico e social dos municípios brasileiros, evidencia a melhora das condições socioeconômicas das populações locais ao longo dos anos – Costa Rica ocupa a primeira posição no ranking dos municípios do Mato Grosso do Sul. Resultados similares também são expressos pelo Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), análise feita pelo Programa das Nações Unidades para o Desenvolvimento em parceria com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). G4-EC7
Evidentemente, as melhorias verificadas pelas pesquisas se devem à combinação de políticas públicas bem executadas e a outras iniciativas da sociedade civil organizada. No entanto, o estudo de avaliação da reputação da Empresa realizado na safra 2016/2017 mostrou que, entre os públicos externos (governos municipais, líderes comunitários, ONGs e outros), somos reconhecidos nessas regiões pela geração de oportunidades e por apoiar as comunidades locais em seu desenvolvimento.



Programa Energia Social
G4-SO1

O Programa Energia Social foi criado em 2009 para contribuir com o desenvolvimento sustentável das regiões em que estamos presentes, concentrando os investimentos em iniciativas que promovem a qualidade de vida das comunidades. Desde o início do Programa, investimos R$ 21 milhões no Energia Social e realizamos 72 projetos, beneficiando cerca de 141,2 mil pessoas.

Um dos principais diferenciais do Programa é o modelo de governança participativa implementado desde sua concepção. Cada município conta com um Conselho Comunitário e Comissões Temáticas, compostos por Integrantes da Odebrecht Agroindustrial, representantes do governo local e lideranças da sociedade civil. Esse modelo de gestão torna possível identificar as principais demandas da comunidade e adotar a melhor estratégia de investimento, com foco na promoção da cultura, educação, saúde, preservação ambiental e outros aspectos relevantes. G4-24G4-25G4-26G4-27

O desenvolvimento do Energia Social foi estruturado em quatro fases. Na safra 2016/2017, após a implementação dos projetos, chegamos à etapa de avaliação dos resultados obtidos e definição dos próximos passos para dar mais autonomia às comunidades locais. O Percentual de Efetividade é o indicador que utilizamos para avaliar o alcance dos objetivos traçados para cada iniciativa e seus impactos positivos nas comunidades.

Polo Município Projetos implementados Percentual de efetividade Pessoas impactadas
São Paulo Teodoro Sampaio 6 83% 6.116
Mirante do Paranapanema 6 83% 4.739
Santa Luzia Nova Alvorada do Sul 8 88% 24.889
Goiás Cachoeira Alta 9 78% 7.413
Caçu 6 67% 2.501
Araguaia Mineiros 11 77% 13.146
Perolândia 7 57% 4.167
Taquari Costa Rica 13 92% 17.771
Alto Taquari 7 79% 4.939


Acreditar na Diversidade é reconhecido na ONU
O Acreditar na Diversidade, projeto para qualificação e inclusão de Pessoas com Deficiência (PCDs) no mercado de trabalho, foi uma das iniciativas desenvolvidas pelo Polo São Paulo dentro do Programa Energia Social. A ação recebeu, em 2016, o reconhecimento global “de Boas Práticas no Emprego de Pessoas com Deficiência”, concedido pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, do governo de São Paulo.

Fomos reconhecidos na sede da ONU, em Nova York (Estados Unidos), durante os eventos de celebração dos 10 anos da Convenção dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

Além da qualificação dos PCDs, o Acreditar na Diversidade também buscou a capacitação de outras empresas da região para a contratação e integração desses profissionais. Também trabalhou na sensibilização das famílias, do poder público, da sociedade civil e dos Líderes da Odebrecht Agroindustrial.

O projeto contou com a participação de 17 alunos do município de Teodoro Sampaio (SP) e foi realizado em parceria com o Senai. Ao longo de três meses, eles foram capacitados para atuarem como auxiliares administrativos. Em outro módulo, denominado “Mitos e Verdades”, a iniciativa envolveu empresas e comerciantes locais para discutir a empregabilidade dos PCDs e promover a fixação dessas pessoas nos empregos.
O Acreditar na Diversidade foi idealizado pelos participantes do Programa Jovem Agroindustrial, por meio do qual os jovens profissionais contratados pela Empresa são capacitados e incentivados a desenvolver as competências necessárias para ocuparem posições de Liderança na Empresa.


Programas Acreditar e Acreditar Jr.
G4-SO1

Os programas Acreditar e Acreditar Jr. foram desenvolvidos para promover a capacitação profissional de moradores nos municípios em que atuamos, abrindo oportunidades de emprego em sintonia com as demandas de contratação de pessoas capacitadas para as nossas Unidades. Na safra 2016/2017, investimos R$ 3,1 milhões no Acreditar Jr., que beneficia jovens com idade entre 17 e 22 anos. No período, 415 jovens foram beneficiados pelo Acreditar Jr., que tem duração de um ano e meio. A formalização do vínculo dos participantes como aprendizes ao longo do programa garante a remuneração de acordo com os parâmetros legais previstos para menores aprendizes e promove o desenvolvimento local e a disponibilidade de mão de obra qualificada para a Empresa. O programa Acreditar, por sua vez, beneficiou 244 pessoas.
Programa Broto de Gente
G4-SO1

A Associação Broto de Gente, localizada no município de Deodápolis (MS), é apoiada pelo Polo Eldorado e desenvolve atividades no contraturno escolar que diminuem a situação de vulnerabilidade social de crianças e adolescentes. O programa foi o primeiro investimento social privado realizado pela Empresa e, desde seu início, já beneficiou mais de 2,2 mil pessoas.

Na safra 2016/2017, o investimento realizado no Broto de Gente totalizou R$ 390,8 mil e 210 crianças foram atendidas. O público-alvo da instituição são os filhos dos Integrantes e moradores dos municípios de Deodápolis, Lagoa Bonita, Presidente Castelo, Vila União e Porto Vilma.