Créditos

Responsável pela Sustentabilidade | Mônica Alcântara

Responsável pela publicação | Guilherme Bourroul

Consultoria GRI e coordenação editorial | usina82

Projeto gráfico e desenvolvimento web | GIZ Propaganda

Fotografia | Eduardo Moody e acervo Odebrecht Agroindustrial

Apresentação

Mensagem do Líder de Negócio

Nosso Relatório Anual, divulgado sem interrupções desde 2011, é uma importante ferramenta para comunicar a todos os públicos interessados, com transparência e confiabilidade, os principais resultados que alcançamos durante o ano-safra. Esta edição apresenta informações referentes ao período entre 1º de abril de 2016 e 31 de março de 2017, abrangendo as operações agrícolas e industriais dos seis Polos Produtivos localizados no Brasil. G4-28 G4-30

Ao publicar o Relatório, esperamos que nossos Integrantes, Clientes, Fornecedores, Acionistas e a sociedade em geral possam compreender como criamos valor de forma sustentável com nosso Negócio. Por isso, adotamos as reconhecidas Diretrizes G4 da Global Reporting Initiative (GRI), de acordo com a opção Essencial, para evidenciar como gerenciamos os riscos e ampliamos os benefícios econômicos, sociais e ambientais de nossas atividades. G4-32

Pela primeira vez, o documento também atende aos requisitos de relato de progresso nos dez princípios do Pacto Global, iniciativa da Organização das Nações Unidas (ONU) da qual nos tornamos signatários em 2016. De modo transparente e em linha com nossos objetivos, buscamos demonstrar nossas contribuições para promover o respeito aos direitos humanos, condições dignas de trabalho, a responsabilidade ambiental e combater a corrupção.

Assim como na última edição, publicada em 2016, o Relatório foi organizado em seções que refletem os temas mais relevantes para o nosso Negócio, identificados a partir de consultas aos públicos mais próximos à Empresa (Integrantes, Clientes, Fornecedores, Sociedade Civil e governos locais) para construção da Matriz de Materialidade. Os dados econômico-financeiros passaram por auditoria externa e independente. As informações relacionadas aos aspectos socioambientais, incluindo as que atendem aos indicadores priorizados da GRI, não foram verificadas por terceiros, mas passaram por validação das áreas técnicas e administrativas da Empresa. G4-29G4-33

Dúvidas e comentários sobre nosso Relatório são recebidos no e-mail comunicacao.agroindustrial@odebrecht.com.
G4-31

Quem Somos
Fundada em 2007, a Odebrecht Agroindustrial é uma das maiores produtoras de etanol anidro e hidratado, açúcar e bioenergia na nova fronteira agrícola do Brasil. Nossos seis Polos Produtivos estão localizados em Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e São Paulo, totalizando nove Unidades. G4-3G4-4G4-6G4-9

Durante esses dez anos, elevamos de forma contínua nossa moagem e, atualmente, processamos cerca de 30 milhões de toneladas de cana-de-açúcar por ano. Na safra 2016/2017, o volume foi de 28,3 milhões de toneladas. G4-9

Como parte do Grupo Odebrecht, temos nossa sede administrativa localizada na cidade de São Paulo e possuímos um escritório de operações no município de Campinas (SP). Contamos com aproximadamente 11 mil Integrantes, a maior parte atuante na região Centro-Oeste do Brasil. G4-5G4-9

Participação na produção de etanol por Estado
Goiás 17%
Mato Grosso 21%
Mato Grosso do Sul 29%
São Paulo 1%







Nossas Unidades


Nossas Unidades


Praticamente 99% do etanol hidratado e anidro que produzimos é comercializado no próprio Brasil, atendendo sobretudo às distribuidoras de combustíveis, mas também fabricantes de biopolímeros – como o polietileno produzido a partir do etanol. A parcela de biocombustível exportada destina-se majoritariamente ao mercado dos Estados Unidos e também chega à Coreia do Sul. G4-8

O açúcar VHP que produzimos é integralmente exportado por meio de contratos firmados com empresas de trading, que comercializam o produto para refino em grandes centros consumidores. G4-8

A energia elétrica gerada a partir do bagaço de cana-de-açúcar supre a demanda energética de nossas Unidades Agroindustriais e o excedente é exportado para o Sistema Interligado Nacional (SIN), contribuindo para ampliar a presença de fontes limpas e renováveis na matriz energética nacional. Essa exportação é regulamentada e remunerada de acordo com os contratos firmados com comercializadoras de energia e nos leilões de energia promovidos pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). Nossos ativos concentram 8% da capacidade instalada no país para geração de energia elétrica com biomassa de cana. G4-8G4-DMA

Clique aqui e conheça os benefícios ambientais de nossos produtos.




Reputação entre nossos públicos
G4-24G4-25G4-26G4-27

Entre os meses de janeiro e março de 2017, conduzimos um estudo para avaliar a reputação da Empresa frente aos nossos principais públicos interessados, utilizando a metodologia RepTrack® Deep Dive, do Reputation Institute. Participaram dessa avaliação Integrantes, Clientes, Parceiros Agrícolas, Fornecedores, líderes comunitários e representantes de governos locais, ONGs, universidades e da imprensa.

Nossa reputação atingiu um índice geral de 68,8 em uma escala de 0 a 100. Nossa Empresa é reconhecida, especialmente, pela qualidade dos produtos e serviços e do compromisso com o desenvolvimento das pessoas e da sociedade. Entre os Integrantes, a Empresa possui uma forte reputação, principalmente, pela atenção com a saúde e segurança dos profissionais, pela integridade na condução dos negócios, pela contribuição para o desenvolvimento sustentável e a responsabilidade com o meio ambiente.

O estudo de reputação considerou sete dimensões nas quais os entrevistados apontaram suas percepções sobre a forma de atuação da Empresa e destacaram, além dos pontos fortes, oportunidades de melhoria. Foram avaliados atributos relacionados a produtos e serviços, inovação, ambiente de trabalho, governança e ética, cidadania, liderança e gestão e desempenho financeiro.


Governança Corporativa
G4-34

Empresa de capital fechado, a Odebrecht Agroindustrial possui uma estrutura de governança que assegura a tomada de decisões com transparência e independência, em linha com os princípios, conceitos e critérios da Tecnologia Empresarial Odebrecht (TEO) que norteiam a atuação de todas as empresas do Grupo Odebrecht. G4-7

Possuímos um Conselho de Administração responsável pela definição da estratégia de longo prazo para o Negócio e pelo acompanhamento das políticas e diretrizes da Odebrecht Agroindustrial. No último ano-safra, seguindo as melhores práticas do mercado, nosso Conselho passou a contar com um membro independente, com reconhecida experiência no agronegócio e conhecimentos específicos sobre o setor sucroenergético. Essa evolução contribui para ampliar a diversidade de análises e o aperfeiçoamento da governança.

O Conselho de Administração conta com o apoio de três Comitês Permanentes:

• Comitê de Finanças, Investimento e Auditoria: atualiza e acompanha as políticas referentes a investimentos, assuntos financeiros e garantias e seguros. É responsável pela avaliação de operações financeiras propostas ao Conselho, particularmente no que se refere à estrutura, custos e garantias.

• Comitê de Pessoas e Organização: atualiza e acompanha as políticas relativas a remuneração, desenvolvimento, avaliação e integração de Pessoas e sustentabilidade. Entre suas principais atribuições, está o acompanhamento de indicadores de Segurança, Saúde e Meio Ambiente.

• Comitê de Conformidade: foi criado em 2016 e acompanha a implementação do Sistema de Conformidade na Odebrecht Agroindustrial. O órgão é composto por no mínimo três e no máximo cinco membros do Conselho de Administração, sendo que um deles deve ser independente.

Nossa Diretoria Executiva é responsável pela execução das estratégias definidas no Conselho e pelo acompanhamento do desempenho operacional e financeiro da Empresa. O órgão é composto pelo Líder de Negócio e mais sete Líderes, responsáveis pelo desenvolvimento dos projetos e atividades nas áreas que empresariam.

Em sua atuação, a Diretoria Executiva é apoiada por comitês temáticos dos quais participam os Líderes da Empresa. Entre eles estão, por exemplo, o Comitê de SSMA, que se reúne semestralmente e conta com a participação do Líder de Negócio e do Líder da área industrial, e o Comitê de Ética, que conta com o Líder da área de Conformidade em sua formação.

Clique aqui e conheça a Política de Conformidade da Odebrecht Agroindustrial.
Clique aqui e saiba mais sobre nossa atuação com Ética, Transparência e Integridade














Matriz de Materialidade
Nossa Materialidadetriz de Materialidade, construída com base na consulta e engajamento dos públicos de interesse, consolida os temas mais relevantes para nossa estratégia e subsidia o aprimoramento contínuo da gestão da sustentabilidade, permitindo que façamos investimentos e aprimoramentos focados na redução dos impactos e potencialização dos benefícios econômicos, sociais e ambientais. No último ano-safra, atualizamos a Matriz a fim de refletir as evoluções do atual cenário do setor sucroenergético e as demandas da sociedade. G4-18G4-26

Com esse processo, consolidamos nossa Matriz em cinco temas materiais:

• Desempenho dos Negócios
• Compromisso com os Integrantes
• Impacto Ambiental
• Desenvolvimento Local
• Ética, Transparência e Integridade.

A gestão da cadeia de Fornecedores, fundamental para o desenvolvimento dos negócios de maneira sustentável, é um tema transversal e que influencia nosso desempenho em todas as outras áreas. Em relação à safra anterior, a única mudança de escopo foi a concentração dos aspectos e indicadores ambientais sob o tema Impacto Ambiental. G4-23

Para cada um desses temas, avaliamos os tópicos de interesse e expectativas dos públicos engajados para definir os projetos e ações desenvolvidas de acordo com nosso planejamento anual. Consideramos, ainda, os possíveis riscos a serem gerenciados e as oportunidades de geração de valor e capturas de sinergia que existem em cada aspecto, com o objetivo de melhorar continuamente nossa performance.

Na safra 2016/2017, concentramos nossos esforços na identificação dos riscos e alavancas de geração de valor relacionados aos temas materiais. Nesse processo, priorizamos o engajamento e cultura dos Integrantes, por meio da apresentação e discussão da conexão entre a Matriz de Materialidade e as atividades operacionais da Empresa.

Os aspectos listados pela GRI considerados relevantes estão associados aos temas da nossa Matriz de Materialidade, assim como os indicadores-chave para nossa governança e para os grupos que têm mais proximidade com as operações e os programas de investimento social que conduzimos – Integrantes, Clientes, Fornecedores, sociedade civil e governos locais. Para comunicar nosso desempenho de forma clara, concisa e transparente, respondendo às demandas dos públicos, os temas materiais são retratados na estrutura de seções deste Relatório. G4-24G4-25

Tema material Riscos associados Iniciativas de geração de valor
Desempenho dos Negócios Contratação inadequada de Fornecedores
Falta de planejamento
Não cumprimento das diretrizes e procedimentos empresariais na operação
Aumento da produtividade | Gestão dos custos
Assertividade no planejamento | Treinamentos
Compromisso com os Integrantes Serviço terceirizado (corresponsabilidade com o Parceiro)
Falta de engajamento dos Integrantes
Campanhas de conscientização (Sistema Atitude)
Rigor na qualificação dos Fornecedores | Exemplo de liderança
Reconhecimento dos Integrantes por meio da partilha de resultados
Impacto Ambiental Aplicação inadequada da vinhaça e de agroquímicos
Proliferação da mosca dos estábulos
Incêndios
Manutenção de equipamentos | Capacitação e conscientização das equipes
Utilização de subprodutos | Áreas de Preservação Permanente e Reserva Legal
Energia limpa | Monitoramento dos gases de efeito estufa
Desenvolvimento Local Dependência econômica do município
Crescimento desordenado
Aumento do custo de vida
Geração de empregos e renda
Qualificação e profissionalização da comunidade
Investimento social estruturado – Energia Social
Ética, Transparência e Integridade Fragilidade na imagem
Atraso no pagamento de Fornecedores
Canal de Ética | Códigos de Conduta
Comunicação e engajamento de Integrantes, Fornecedores e Comunidade



Clique aqui para conhecer os aspectos materiais da GRI relacionados a cada tema material, bem como seus limites internos e externos.